Tel: 96 239 3028
E-Mail: [email protected]
Consultas Online: Skype
Membro Efetivo Ordem dos Psicólogos Portugueses
Cédula Profissional Nº 13770
 

MELHORIA DA AUTO-ESTIMA E PERCEPÇÃO MAIS POSITIVA DE SI PRÓPRIO

A auto-estima é uma das variáveis mais importantes para o bem-estar psicológico e para uma boa saúde mental. Uma baixa auto-estima inibe a relação com mundo e impede muitas vezes de tirar prazer e gratificação com as experiências de vida.

A baixa auto-estima reflecte-se em inúmeras situações do quotidiano, desde dificuldades em expressar com assertividade as necessidades pessoais (e em vez disso manifestar raiva ou passividade), evitar desafios e oportunidades (não devido a falta de competências, mas devido à opinião e avaliação negativa de si próprio), auto- criticar-se em frente dos outros, etc. Pode haver uma grande indecisão e ansiedade em lidar com problemas simples, porque qualquer falha “vai provar” a predição negativa (“não vou conseguir”) e gerar uma torrente de pensamentos negativos. Estas emoções negativas podem tornar o relacionamento com as pessoas e a gestão dos problemas em algo muito mais difícil do que poderia ser.

Além de trabalhar o problema real que está na origem da baixa auto-estima ou desmoralização, a intervenção combina uma modificação de crenças, pensamentos e atitudes irrealistas ou disfuncionais como por exemplo, “tenho de agradar a toda a gente; ninguém gosta de mim” com um treino “prático” em diversas situações reais, agindo diferentemente e testando o impacto dos novos comportamentos. Encoraja-se e motiva-se a mudança, pois aumenta-se a compreensão de nós próprios nas situações e a coragem para ser diferente. Começa-se por uma aceitação das nossas limitações e tolerar os erros e ao mesmo tempo integrar e reconhecer as nossas qualidades.

O objectivo geral é obter uma visão mais realista e flexível de nós próprios em vez de haver uma centração em aspectos negativos. Isto aumenta a auto-confiança porque há uma visão menos restrita das nossas competências e qualidades.

Na realidade o nosso valor existe independentemente de comparações ou de juízos de outros; não somos um valor negociável! A auto-estima é uma das variáveis mais importantes para o bem-estar psicológico e para uma boa saúde mental. Uma baixa auto-estima inibe a relação com mundo e impede muitas vezes de tirar prazer e gratificação com as experiências de vida.

A baixa auto-estima reflecte-se em inúmeras situações do quotidiano, desde dificuldades em expressar com assertividade as necessidades pessoais (e em vez disso manifestar raiva ou passividade), evitar desafios e oportunidades (não devido a falta de competências, mas devido à opinião e avaliação negativa de si próprio), auto- criticar-se em frente dos outros, etc. Pode haver uma grande indecisão e ansiedade em lidar com problemas simples, porque qualquer falha “vai provar” a predição negativa (“não vou conseguir”) e gerar uma torrente de pensamentos negativos. Estas emoções negativas podem tornar o relacionamento com as pessoas e a gestão dos problemas em algo muito mais difícil do que poderia ser.